Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Votos do utilizador: 5 / 5

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Os casos de alienação parental estão a aumentar em Portugal e a Justiça não tem capacidade para lidar com o fenómeno. Quem avisa é a Associação para a Igualdade Parental e Direitos dos Filhos que sublinham o fenómeno em que um dos progenitores impede o relacionamento dos filhos com o outro cônjuge.

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Porque a Alienação Parental também é uma forma de violência contra a criança...

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Opinião de Marinho e Pinto e outros videos relacionados

Pág. 1 de 2

© 2016 AlienacaoParental.pt